Não posso julgar a escrita de Andrea Cremer com tanta ênfase pois nunca li nada da autora mas notei a grande diferença entre a leitura de Todo Dia e Invisível. O autor David Levithan possui toda uma fluidez característica que facilita muito compreender seus livros, mas considero magistral o modo como ele estruturou esta metáfora sobre a solidão através do personagem Stephen.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s